Série em Série: uma homenagem ao melhor da ficção científica

Por em sexta-feira, 29 julho 2016
serie-em-serie-homenagem-ficcao

Semanas já se passaram e o único assunto que domina as redes sociais é Stranger Things. A nova série da Netflix causou um alvoroço repentino e conquistou inúmeros corações.

Após assistir a série, fazer a crítica, ler diversos textos e ver diferentes vídeos sobre o novo hit da internet, eu tentei parar para analisar o que faz com que Eleven e seus parceiros sejam um fenômeno.

Stranger Things

A única conclusão possível foi: referências e nostalgia. Stranger Things traz a tona uma mistura dos melhores elementos da ficção científica dos anos 70 e 80, onde este seguimento ganhou uma característica própria, um estilo único, que dificilmente é visto nos filmes atuais (claro que eles influenciaram inúmeros longas, mas aquelas características ficaram presas naquelas décadas), sendo trazido de volta apenas por alguns filmes isolados, como “Super 8”, por exemplo.

As ficções científicas daquela época traziam um assunto desconhecido, e abordavam os temas de uma forma que o espectador ainda não conhecia. Filmes como “Alien” e “ET”, transformaram o cinema e a forma de fazer ficção científica, que antes era apenas baseada em monstros e criaturas asquerosas.

Sem apelar para um roteiro muito complexo e para efeitos grandiosos, estes filmes nos conquistaram pelos personagens. Sim, os personagens são as principais forças destes sucessos. Já imaginou “ET” sem a fofura de Gertie (Drew Barrymore) ou “Alien” sem a força de Ellen Ripley (Sigourney Weaver).

Stranger Things e ET

As técnicas utilizadas em filmes como estes não são brilhantes, fazem o feijão com arroz, mas na hora de construir o personagem, eles nos entregam a perfeição. O elenco mirim de Stranger Things representa muito bem isso.

A combinação de assuntos utilizados em grandes clássicos de uma era brilhante da ficcção, fez com que a série se tornasse um sucesso inquestionável. Os alienígenas, os mundos paralelos e os super-poderes estão presentes em todos os episódios da série. Porém, não é apenas o tema que causa nostalgia.

Por exemplo, nas cenas onde os meninos estão nas bicicletas, é impossível não lembrar do já mencionado “ET”. Outra cena que fica bem clara, é a qual Winona Ryder vai atrás do mistério que está transformando sua vida. Fazer relação com “Alien” é inevitavel, principalmente no elevador. Muitas vezes, até o mesmo ângulo de câmera é utilizado, sem deixar dúvidas que aqueles segundos se tratam de uma homenagem.

Para deixar mais claro o que estou falando, fizeram um vídeo comparando algumas cenas de Stranger Things com os grandes sucessos das décadas de 70 e 80:

A série, que é a mais nova queridinha de todos, é uma grande homenagem à este movimento que transformou a ficção e ajudou a conquistar inúmeros fãs do mundo do desconhecido, incluindo este que vos fala.

Bom saber que ainda existem séries preocupadas com os grandes clássicos e quem sabe, Stranger Things, que já tem sua 2ª temporada confirmada, também entre para este time de clássicos.

Futuro jornalista e eterno inconformado, Pedro Monteiro é um apaixonado pelo mundo pop, principalmente por histórias em quadrinhos. Fã de Woody Allen e de ficção científica, é capaz de trocar qualquer programa por um bom filme ou uma longa maratona de série.

Comentários