“La Vingança”: Entrevista com Daniel Furlan

Por em segunda-feira, 13 março 2017
la-vinganca-entrevista-daniel-furlan

O cinema nacional produz filmes que merecem a nossa atenção. Além de comédias com youtubers ou longas protagonizados por grandes nomes da comédia na televisão, o Brasil também faz um excelente trabalho nas suas produções independentes.

Nesta semana, estreia um filme que se encaixa neste perfil: La Vingança, estrelado por Daniel Furlan, Felipe Rocha e Leandra Leal, o longa é uma coprodução entre Brasil e Argentina.

Dirigido por Fernando Fraiha, o filme conta a história de Caco (Felipe Rocha), um homem que pega sua namorada o traindo com um argentino. Para tentar se reerguer, Caco é incentivado por seu amigo Vadão (Daniel Furlan) a ir até a Argentina e se vingar da traição. Com isso, os dois entram em um Opala e vão até o vizinho em busca de vingança.

La Vingança: entrevista com Daniel Furlan

A comédia é um roadmovie que explora esta relação entre Brasil e Argentina, falando sobre a rivalidade criada entre os dois países, principalmente quando se fala de futebol. Aproveitando a estreia do filme, nós batemos um papo com Daniel Furlan, que você confere abaixo:

Você queria ser quadrinista e chegou a publicar alguns trabalhos. De onde veio essa ideia de atuar?
Do pessoal da Quase, que antes era uma revista. A galera começou a trabalhar com audiovisual e decidiu parar com os quadrinhos e começar a fazer esquetes pro YouTube e curtas pra festival. Fui totalmente contra, e ainda sou.

Você é um cara conhecido pelos seus trabalhos na internet e na TV. Recentemente, você tem aparecido em alguns filmes, como o “TOC”, por exemplo. Como tem sido esta adaptação?
Já fazia com a Quase curtas pra festivais de cinema. A diferença é que há um cuidado maior com tudo, desde o posicionamento em cena até sei lá o quê. Na TV e internet é tudo mais corrido. Mas eu tento terminar todos os longas sem aprender absolutamente nada, e tenho conseguido até agora.

Tanto na internet, como na TV, dublando no desenho “Irmão do Jorel”, por exemplo, você entra na pele dos personagens. O cinema exige mais de você como ator?
Se exige eu não percebi. Tento fazer tudo bem feito, mas no cinema há um tempo maior pra se preparar, pensar no que vai fazer.

Seu nome está muito ligado à comédia.  E desde sempre você fez comédia, desde a época dos quadrinhos. Mas, será que ainda podemos ver um Daniel mais dramático nas telas?
Não sei, não está nos meus planos. Mas também não estava nos meus planos fazer TV, cinema e internet, então nunca se sabe. Sofro de uma síndrome ou maldição na qual tudo o que eu falo soa como sarcasmo, mesmo quando eu não quero, então seria difícil entrar numa cena num quarto de hospital, por exemplo, e perguntar “Onde está o Dr Roberto?!” sem parecer que eu estou sendo cínico com o texto.

“La Vingança” é um roadmovie que trata muito da relação Brasil x Argentina. Você acha que esse é o diferencial do filme?
Não sei se é um diferencial, mas eu acho que é uma relação interessante pra ser retratada num filme, por ser uma relação mal resolvida de rivalidade e admiração.

O cinema brasileiro sempre apelou pra comédias com grandes estrelas. Ou recentemente, com youtubers. Outros filmes, como “O Roubo da Taça” ou “TOC”, por exemplo, acabam ficando em segundo plano. O que você acha que falta para incentivar o público para assistir estes filmes que são excelentes produções nacionais?
Se eu soubesse a resposta pra essa pergunta eu não estaria respondendo a essa pergunta e sim sendo milionário em alguma piscina aquecida.

Daniel Furlan definiria “La Vingança” como:
A decadência do machismo.

O que você falaria (em 140 caracteres) para o público que quer ver o filme?
Quando um dublê frustrado encontra a noiva o traindo com um argentino, o que esperar senão muita diversão e risos? “La Vingança”, dia 16 nos cinemas!

Assista ao trailer oficial:

Futuro jornalista e eterno inconformado, Pedro Monteiro é um apaixonado pelo mundo pop, principalmente por histórias em quadrinhos. Fã de Woody Allen e de ficção científica, é capaz de trocar qualquer programa por um bom filme ou uma longa maratona de série.

Comentários