Crítica: “O Poderoso Chefinho” e a ascensão da DreamWorks

Por em sexta-feira, 31 março 2017
critica-poderoso-chefinho

Sempre falei que a DreamWorks tinha um sério problema com bichos. Digo isso pela insistência em utilizar estes como personagens principais em seus filmes e, sempre aleguei que os melhores filmes deles eram os com humanos. Bom, é perceptível que eles estão melhorando e, atualmente, fazem ótimos filmes ao ponto que considero alguns melhores que a duplinha Disney/Pixar. E foi assim, com 2 pés atrás que fui assistir ao filme com péssimo nome intitulado “O Poderoso Chefinho”.

O filme conta a história da Baby Co. (isso mesmo, uma empresa de bebês) que envia um dos seus melhores agentes pra se infiltrar na residência de dois trabalhadores da Puppy Co. (sério, é muito ruim) que são os pais do nosso protagonista de 7 anos, Tim Templeton. Tim tem então que salvar seus pais de uma conspiração, desvendar o segredo da Puppy Co. e, tudo isso com a ajuda do seu suposto irmão bebê falante que na verdade é um agente secreto. Sério.

Crítica: O Poderoso Chefinho

O filme é maravilhoso! Esqueça toda a premissa, toda a probabilidade do filme ser bem ruim, lembre-se do clássico dos anos 80, “Olha Quem Está Falando”, e vá assistir a essa animação. A real história é sobre lidar com irmãos mais novos e perder um pouco a atenção de um ex-filho único, sobre como não devemos nos dedicar unicamente ao trabalho e que família importa sim. A história é divertida e recheada de excelentes efeitos coloridos pra criança nenhuma botar defeito, além das clássicas piadas internas que só os adultos vão entender. É impossível não se emocionar com o final óbvio e sair do cinema com um sorriso idiota na cara.

O elenco gringo conta com Alec Baldwin dando voz ao Poderoso Chefinho, além dos atores Steve Buscemi, Jimmy Kimmel, Lisa Kudrow e Tobey Maguire. Levem seus pequenos pra ver, de verdade.

Crítica: O Poderoso Chefinho pôster

O Poderoso Chefinho (“The Boss Baby”)

Roteiro: Michael McCullers
Direção: Tom McGrath
Elenco: Alec Baldwin (voz), Steve Buscemi (voz), Jimmy Kimmel (voz).
Gênero: Animação, Comédia, Família
Duração: 1h37min

Estreia no Brasil: 30 de março de 2017

Largou o curso de Letras Port/Inglês pra trabalhar como Técnico Telecom. O hobbie de DJ virou profissão alternativa e às vezes ganha um trocado com isso. Começou escrevendo resenhas e críticas na internet. Entrou no Afronte pra falar de filmes, mas tem um affair com música, séries e praticamente qualquer assunto. No meio disso tudo ainda arruma tempo pra estudar ADM.

Comentários